acupressão

Toda sua dor está na ponta do seus dedos, pressione estes pontos para se sentir melhor

Postado em

Quando sentimos dores, costumamos tomar remédios, não é verdade?

Mas a verdade é que esses analgésicos são cheios de substâncias químicas prejudiciais à saúde.

dores nos dedos

Por isso resolvemos mostrar um truque maravilhoso para acabar com dores no corpo.

E tudo o que você precisa é pressionar alguns pontos específicos das mãos.

O que acontece é que nossas mãos têm pontos de energia capazes de influenciar várias partes do nosso corpo.

E os chineses e outros povos orientais já sabem disso há milhares de anos. Veja a imagem abaixo e saiba quais dores podemos curar a partir de cada ponto energético:

1A – Dores hepáticas e problemas no estômago

1B – Constipação, má digestão e diarreia

1C- Dores nos rins, útero e vagina

2A – Dor na coxa

2B – Dor no joelho

2C – Dor nas pernas

2D – Planta do pé

6A – Dor na mandíbula

6B – Dor de garganta

6C – Dor nas costas

6D – Dor lombar

7A – Dor no pescoço (como torcicolo) e dor no ovário

8A – Dor nos dentes, inflamação na gengiva

8B – Dor nas extremidades superiores do corpo

8C- Dor nas extremidades superiores do corpo

9X – Dor de cabeça, faringite, refluxo

Sempre que sentir alguma dor, procure pressionar o ponto que se relaciona com ela por 1 a 3 minutos.

No caso dos pontos 1A, 1B e 1C, procure pressioná-los 3 vezes por semana, durante 5 minutos em cada sessão.

Fazendo isso, vai melhorar a saúde do seu organismo como um todo.

Esclarecimento: Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Acupressão para aumentar significamente sua função Imunológica.

Postado em

36 estômagoMuitos livros foram escritos sobre o ponto de acupuntura Estômago 36 chamada tradicionalmente de Zu San Li, ou seja, Três Distâncias da Perna. Soldados chineses paravam a cada 5 km para massagear este ponto e renovar a sua energia. Zu San Li é um dos pontos mais populares de todos os pontos de Acupuntura. O ponto controla o trabalho dos órgãos que estão localizados na metade inferior do corpo e o trabalho da medula espinhal em que as partes são responsáveis por um bom funcionamento do trato gastrointestinal, trato digestivo, órgãos genitais, rins, glândulas supra-renais.
Ao massagear o ponto Zu San Li regularmente, você pode aumentar significativamente sua função imunológica, normalizar a pressão arterial, glicose e insulina. Também é indicado para vários outros sintomas, tais como dor abdominal, alergias, asma, borborigmo, dor no peito, constipação, tosse, diarreia, tonturas febre, hipertensão, doenças dos joelhos, dor nas pernas, mastite, pancreatite, doenças dos órgãos genitais, convulsões, úlcera gástrica, vômitos.
De acordo com alguns estudos extensivos, a estimulação do ponto E36, afeta o sistema límbico e para límbico do cérebro, que pode afetar a resposta do organismo ao estresse.
Como fazer:

Massageio o ponto E36 pela manhã, 9 vezes, com movimento circular em sentido horário, em cada perna (9 vezes em uma perna e 9 vezes na outra). Faça isso durante 10 minutos. Ao aplicar a acupressão, tente relaxar e respirar profundamente enquanto massageia a área.

 Os Pontos Maravilhosos da Mão

Postado em Atualizado em

pontos01A acupuntura e a acupressura têm sido usadas como uma forma de tratamento em muitas pessoas mais do que qualquer outra forma de terapia na história da humanidade. Não é de admirar que a acupuntura tenha sobrevivido através dos tempos quando consideramos seus resultados positivos alcançados.

Desde 1958 quando a acupuntura foi pela primeira vez introduzida no Brasil, lentamente ela foi sendo aceita, primeiro pelos profissionais “alternativos” que a disseminaram por todo o pais, A aceitação pública foi muito grande e alguns profissionais da área da saúde como médicos, fisioterapeutas, biomédicos, dentistas, etc., começaram a fazer cursos, com estes leigos alternativos, desta fascinante arte chinesa de curar. O número destes profissionais tem aumentado a tal ponto que atualmente existe vários movimentos transformando a acupuntura em uma especialidade de várias profissões. Infelizmente, estas mesmas profissões foram as que exerceram pressões para desacreditar esta prática, classificando-a ora como não científica, ora como charlatanismo, tendo motivado mesmo a prisão de vários de seus praticantes. Contudo a população em geral recebia entusiasticamente esta arte de curar que assim prosperou através daqueles que realmente sabem aplicar a acupuntura dentro dos preceitos da MTC (Medicina Tradicional Chinesa).

Enquanto esta discussão se mantém, a acupuntura tem sido compreendida como um. princípio e não como ciência aplicada, assim prosperou a divulgação e aplicação de suas técnicas conservativas e não invasivas.

As técnicas não invasivas mais populares e aquelas que têm mostrado um extraordinário sucesso são: teishin (que consiste numa pressão sem a utilização de agulhas, podendo ser com madeira ou outro objeto não perfurante), Shiatsu (aplicação de pressão com os dedos das mãos) e Do-in (auto aplicação com os dedos das mãos nos pontos de pressão). Entretanto, na verdadeira acupuntura clínica, esses processos são internacionalmente aceitos como prática de acupuntura. Portanto, o terapeuta que utiliza essas técnicas, pode usar os princípios da acupuntura em sua prática diária e esperar os mesmos resultados surpreendentes que tornou famosa esta antiga arte chinesa de curar com agulhas.

A arte da acupuntura trata com mais de 1000 pontos específicos no corpo humano, sendo que os acupunturistas podem utilizar de uns poucos até 70 ou mais pontos na prática diária. Os pontos da acupuntura estão localizados dentro de meridianos, podendo destacar-se os seguintes pontos: tronco, orelha, cabeça, pés, nariz e mão. Cada meridiano do corpo contém pontos de acupuntura que foram descritos como “Pontos Maravilhosos” por causa de seu efeito energético quando ativados.

Durante minha primeira viagem a Índia, quando fazia meu estágio em magnetoterapia, tive a sorte de ter como colega um acupunturista chinês que me deu a primeira orientação para o sistema de pontos maravilhosos apresentado como “a acupuntura na mão”. Como este não era o objetivo do curso que fazíamos na ocasião, tomei nota do que foi apresentado e arquivei para posterior consulta quando da minha volta ao Brasil.

Muitos meses se passaram antes que eu começasse a considerar o propósito da acupuntura na mão. Depois de tudo, isto poderia não ser tão bom – era muito fácil. O simples fato da questão é que os 30 pontos da mão são os que eu me refiro ao sistema “deste para aquele”. Em outras palavras, se o paciente se queixa “deste” sintoma, nós usamos “aquele” ponto. Fazendo experiências com esses pontos, descobri, para meu espanto, que de fato eles eram tudo o que o meu colega chinês havia dito que seriam. Não demorei muito em usar esse sistema quando necessitava de resultados rápidos e cada vez que aplicava em um paciente, raramente me enganava.

Testemunhei, assim centenas de efeitos atribuídos exclusivamente a esses pontos específicos e igualmente tenho ouvido de colegas terapeutas, acupunturistas ou não, de várias partes do mundo.

Um dos efeitos mais impressionante que presenciei foi durante, um seminário, por mim conduzido, sobre problemas cervicais na cidade do Rio de Janeiro. Um médico que anteriormente não acreditava na acupuntura, porem estava buscando neste seminário de quiropraxia algum recurso para seu problema, declarou frente a outros 60 ouvintes (onde mais de 50% eram médicos), que sofria de uma dor de cabeça occipital a muito tempo – resistente a qualquer técnica e procedimento que havia tentado durante os últimos dois anos. Depois que apliquei as técnicas cervicais e alguns procedimentos da terapia bio-cranial, relatou apenas um certo alívio (o que para ele já era mais do que tinha obtido até então). No dia seguinte, sugeri uma simples pressão sobre o ponto occipício localizado no dedo mínimo – e para nossa surpresa a dor, até então presente, foi completamente aliviada.

Admito ser muito confiante no que diz respeito a esses pontos de acupuntura nas mãos, contudo, minhas experiências justificam meu entusiasmo.

A grande questão é: Esses pontos da mão não fazem nenhum sentido racional, científico, anatômico ou neurológico. Como então eles funcionam?

Existem tantas teorias para explicar como a acupuntura age no corpo humano quanto o número de pontos específicos. Ainda que uma grande parte da pesquisa esteja atualmente sendo conduzida sobre os mecanismos da acupuntura e obviamente cada vez mais próximos de uma explicação, a resposta ainda persiste: “Não sabemos”.

Não deixe, porém, que a falta de uma explicação impeça você de desfrutar dos incríveis resultados desses pontos específicos.
Obviamente estes pontos não representam “tratamento”, porém são excelentes para se aliviar quadros agudos ou desconfortos permanentes enquanto se pesquisa a causa e o tratamento mais adequado para o caso.

Os pontos maravilhosos da mão são extremamente fáceis de serem aprendidos e usados. Eles estão a sua disposição 24 horas por dia e não é necessário usar nenhum equipamento especial. Um simples estímulo com a ponta do dedo ou de uma caneta, produzirá um efeito energético positivo.

pontos02
ALGUMAS REGRAS

1. Não use agulhas já que esses pontos exigem um pequeno estímulo. O método ideal de estimulação é o teishin ( pressão sem utilização de agulhas) ou o laser. Caso nenhum desses estejam a sua disposição, você pode usar qualquer objeto impenetrável que ative o ponto. Com uma profunda pressão, estimule o ponto de 20 a 30 segundos.

2. Obedeça a lei dos efeitos colaterais. Se uma pessoa tem um problema no ombro direito, utilize o ponto do ombro da mão esquerda.

3. Use o bom senso ao escolher os pontos. Se a pessoa sofre de uma dor de cabeça occipital, há pouca necessidade de se estimular o ponto frontal; entretanto pode-se escolher tanto os pontos da “cabeça em sua totalidade” quanto o “ponto occipício”.

4. Não esqueça que esses pontos realmente existem. Eles estão aguardando sua ação para funcionarem.

5. Tome cuidado quando estimular o ponto escolhido. Certifique-se que esteja usando o ponto correto. Uma aplicação incorreta não produzirá efeito e você ou seu paciente ficarão frustados.

6. Seja paciente. Ás vezes são necessárias muitas aplicações, mas a maioria delas surte efeito imediato.

7. Instrua o paciente a estimular os pontos em casa. Isso é muito importante quando o paciente está em férias ou em tratamento até que seja marcada uma nova aplicação.

8. Não se decepcione com o pequeno número de pacientes cujos pontos não surtam efeito, mas fique satisfeito com a maioria daqueles nos quais tenham sucesso.

9. Não culpe o mensageiro pela mensagem, simplesmente porque esses pontos sejam tão simples e tão eficientes, não os despreze.
M.Matheus de Souza DC. DM.
São Paulo – maio de 1998.

Artigo publicado na revista Conhecimento
Edição de junho/1998
Fonte: quiropraxia.com.br

Entenda o que Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

Postado em

Diz-se que, quanto mais alongado o ser humano com a prática de exercícios físicos, melhor conduz a energia pelo corpo.

low-stance-single-whip-e1384013572470
O sistema, além dos canais psíquicos, já mencionados é “Os Doze Meridianos”, que são os doze caminhos de energia na superfície do corpo e que estão ligados aos órgãos internos por caminhos intermediários.

A acupunctura e a acupressura regulam e equilibram a distribuição de energia nos órgãos internos pela manipulação de pontos-chave, sendo parte desses reconhecidos pelos procedimentos ocidentais como Tender-Point, ou seja, pontos de tensão, que na M.T.C. são localizados ao logo dos doze meridianos. Na M.T.C. existem aproximadamente, mil pontos –chave, que se dividem em pontos de tonificação, pontos de sedação e no caso de excesso, a energia poderá vir a ser diminuída nos pontos de origem.

Os Doze Meridianos são:

O-que-e-a-Acupuntura
o Meridiano do Pulmão, o Meridiano do Rim; o Meridiano do Intestino Grosso; o Meridiano do Baço; o Meridiano da Vesícula Biliar; o Meridiano do Triplo Aquecedor, que é o único não correspondente a um órgão, mas corresponde ao sistema linfático; o Meridiano do Coração; o Meridiano da Bexiga; o Meridiano do Estômago; o Meridiano do Intestino Delgado; o Meridiano Regulador do Coração e o Meridiano do Fígado

PONTOS UTILIZADOS NAS ARTES MARCIAIS CHINESAS – WUSHU/ KUNG FU

Para aceitarmos o entendimento que na cultura chinesa a Medicina Chinesa é parte integral de uma outra trilogia, ou seja, M.T.C. , Filosofia e Artes Marciais são na realidade inseparáveis, o Médico na antiguidade era o responsável pela saúde de seus discípulos/camponeses/alunos, sendo o responsável pelos males que poderiam vir a perturbar os mesmos.

O Médico era o responsável pela manutenção e tratamento da saúde, era também o Filósofo, repassando seu bem como o Mestre de Artes Marciais, internas e/ou externas.

De extensa lista de pontos vulneráveis, usuais nas artes marciais chineses, citamos como exemplo 36 (trinta e seis) destes pontos aplicados em um estilo interno de Wushu/Kung Fu, o Taiji quan, ou Tai Chi Chuan (O “Boxe Supremo”), na parte frontal e posterior do corpo humano, sendo eles: Nove pontos mortais;
Nove pontos que causam desmaio;
Nove pontos que causam o mutismo e
Nove pontos que causam paralisia.

Veja este vídeo:

fonte: texto e contato
Jorge Corral – CREF-1 RJ 004838
http://oasys.com.br/tai
jorge.corralbr@gmail.com
Editor: Chao Yi- março/2000
http://www.gio.gov.tw/
-Secrets of Chinese Meditation / Lu Kúan Yu, fls.194
-Zhang Sanfeng he tade Taiji quan/Li Yin-ang

Como tratar dor ciática de forma simples e eficaz com acupuntura

Postado em Atualizado em

 A dor ciática é fácil de tratar com acupuntura. Isto não significa que se tenham sempre resultados positivos. Significa, como pode imaginar, que a definição do tratamento é relativamente simples. O diagnóstico, tal como enquadrado na medicina chinesa também é fácil. Na realidade bastam poucas questões para se saber fazer o diagnóstico.

Existem diversos tratamentos que podem ser aplicados no tratamento da dor ciática. Neste artigo irei focar dois deles: acupuntura e matéria médica. Prefiro focar-me nestes dois tratamentos pois são dos mais usados e são aqueles que geram mais confusões para os acupunctures na altura de saberem como tratar dor ciática.

Estas confusões começam cedo, no interrogatório. Quando fazemos diagnóstico de uma dor ciática deveríamos dividir o interrogatório em duas partes principais. Uma primeira parte relativa à geografia da queixa onde se analisa a localização da dor, a presença de dormência ou a associação com alterações de movimentos, por exemplo. Uma segunda parte do interrogatório deveria ser direcionada para a natureza da queixa, ou seja saber o tipo de dor que é (tipo facada, tipo moinha, etc…) ou características da mesma (agrava com frio, melhora com movimento, faz-se acompanhar de sensação de peso, etc…).Porque é esta divisão no interrogatório necessária para se saber como tratar dor ciática? É simples: porque cada parte do interrogatório é dedicada a um tratamento especifico. A primeira parte está relacionada com a acupuntura. O diagnóstico da MTC não é necessário para se tratar uma ciatalgia com acupuntura. Ele é necessário quando se prescreve matéria médica (vulgo fitoterapia). Alguns leitores poderão achar estranha esta afirmação. E tenho consciência que muitos livros técnicos dizem exatamente o contrário. No entanto se pensar um pouco no assunto vai ver que a acupuntura tem sempre, ou quase, a ver com a localização da queixa e não com a sua natureza.

Como tratar dor ciática com acupuntura

Para a acupuntura o importante é saber onde se encontra a dor. Tratar o resto é secundário. Vamos imaginar dois pacientes com dor na perna por estase de sangue. Num paciente coloca agulhas no braço (localização) e pontos para ativar o sangue (natureza) e no outro coloca agulhas na zona de dor na perna (localização) e não coloca pontos para ativar o sangue. Em qual dos dois pacientes acha que vai ter mais sucesso?

Alguns leitores poderão desejar contrapor com outro exemplo: dois pacientes com dor na perna por estase de sangue. Num colocamos agulhas nos pontos de dor e noutro colocamos agulhas nos pontos de dor e usamos pontos para ativar o sangue.

como tratar dor ciática
como tratar dor ciática

O problema é que este último exemplo não nega o que se deseja comprovar no primeiro. Acupuntura tem a ver com localização e não natureza da queixa. O problema de se confundir as duas é que acabamos por perder tempo a selecionar pontos desnecessários e acabam sempre por escapar pontos importantes pois pensamos a acupuntura numa lógica de natureza e não localização.

Na prática muitos acupuntores acabam a pensar a acupuntura para tratar os padrões clínicos que foram diagnosticados com aquela dor e não em formas de pensamento mais importantes como seleção de pontos de acordo com sistema nervoso, miologia funcional, sistema de meridianos e trigger points. Mesmo que dêem alguma atenção a algum destes princípios acabam sempre por torná-los secundários.

E quando passam tempo suficiente para compreender estas formas de selecionar pontos notam que é desnecessário focarem-se tanto no diagnóstico da natureza da dor.

Como tratar dor ciática com fitoterapia

No entanto, caso se prescreva matéria médica (vulgo fitoterapia) torna-se necessário conhecer a natureza da queixa para se saber como tratar dor ciática. A dor pode ser localizada no mesmo sitio, mas se o diagnóstico for diferente, automaticamente a fitoterapia terá de ser diferente.

Por exemplo, imaginemos 2 doentes com dor na face posterior da coxa (ciático). Num paciente a dor melhora com movimento, agrava à noite e é tipo facada. Estes são sintomas de estase de sangue. Noutro paciente a dor faz-se acompanhar de sensação de peso, melhora com aplicações de calor e agrava com frio. Estes são sintomas de humidade-frio. Ou seja, a dor está localizada na mesma região mas os sintomas que a caracterizam são completamente diferentes. A acupuntura seria a mesma mas a fitoterapia prescrita completamente diferente.

Noutro caso podemos imaginar dois doentes com a mesma característica de dor: dor tipo facada, melhora com movimento e agrava há noite. As características típicas de estase de sangue, como mencionado. No entanto a dor é localizada na face externa da perna, num paciente, e na face posterior da coxa noutro paciente. Neste caso a prescrição de fitoterapia seria a mesma mas a acupuntura iria apresentar diferenças significativas.

CONCLUSÃO

Acupuntura tem a ver com localização da queixa e fitoterapia tem a ver com a natureza. Esta diferençaé essencial para se saber como tratar dor ciática com rapidez e eficácia. Não vale a pena estar a misturar formas de pensar para terapêuticas diferentes. Vai atrapalhar o pensamento e dificultar a metodologia de trabalho sem trazer benefícios nenhuns ao paciente. Pelo contrário, não saber pensar em acupuntura muitas vezes só vai fazer com que o tratamento demore mais tempo ou simplesmente não tenha sucesso.

A melhor forma de pensar a acupuntura no tratamento da ciatalgia está relacionada com a localização das queixas e tem a ver com: (1) seleção de pontos de acordo com sistem nervoso, (2) seleção de pontos de acordo com miologia funcional, (3) seleção e pontos de acordo com sistema de meridianos e (4) seleção de pontos gatilho (trigger points).

A melhor forma de pensar a fitoterapia tem a ver com a definição correta de padrões tal como descritos na medicina chinesa. fitoterapia lida com natureza da patologia.

Nervo Ciático – Tratamentos caseiros

Postado em

A dor ciática é caracterizada por uma espécie de queimação, que pode ir desde o fundo das costas, afetando o bumbum, parte de trás ou da frente da coxa até o pé.

Ela é causada pela compressão do nervo ciático devido a uma alteração na coluna lombar ou devido a uma predisposição à doença devido a forma do músculo piriforme.
fisio_ciatica

SINTOMAS

Os sintomas característicos da dor ciática são:

Sensação de ardência, queimação ou dormência que começa no fundo das costas e pode afetar também todo o trajeto do nervo ciático, que vai do final da coluna até o pé.

Alguns pacientes queixam-se por que a dor vai e vem, e algumas vezes pode ser incapacitante fazendo com que o indivíduo não consiga levantar, sentar ou caminhar. Em caso de dor ciática um ortopedista deve ser procurado.

CAUSAS

As causas da dor ciática estão relacionadas a compressão do nervo ciático, que pode ocorre através de:

  • Traumatismo como pancadas ou acidentes automobilísticos;
  • Sedentarismo;
  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Envelhecimento;
  • Má postura;

Ao realizar trabalhos que exigem levantamento de cargas pesadas, ou permanecer muito tempo sentado ou de pé. A dor ciática geralmente surge de forma repentina e geralmente desaparece espontaneamente. Manifesta-se na região do fundo das costa ou na parte posterior de uma ou de ambas as pernas, descendo em direção à batata da perna (panturrilha).

TRATAMENTO CASEIRO

Eucalipto

Um bom remédio caseiro para aliviar a dor ciática é aplicar uma compressa morna de folhas de eucalipto.

Cozinhe de 5 a 10 folhas de eucalipto (ao vapor de preferência) e assim que amolecerem utilize-as como cataplasma sobre a área afetada pela dor (onde tem início a dor). Para manter o calor das folhas por mais tempo coloque uma toalha morna por cima das folhas e por cima da toalha, um saco plástico.

Esse cataplasma também pode ser feito com alfazema ou artemísia. Repita o mesmo processo durante as crises dolorosas diariamente com duração de no mínimo 20 minutos.

Alho e raiz-forte

O alho rico em antioxidantes, ao ser ingerido cru, estimula a circulação sanguínea, alivia dores e ajuda a manter o corpo aquecido. Isso ajudará a relaxar durante surtos de dor ciática.

Esmague pelo menos dois dentes em meia xícara de leite de búfala morno e consuma duas vezes ao dia por sete dias.

Outra cura natural eficaz contra a dor ciática é a raiz-forte; esmague metade de um rábano de forma a produzir uma colher de sopa de pasta. Aplique-a uniformemente na região dolorida e cubra-a com um tecido como cataplasma.Remova após pelo menos uma hora para aliviar as dores.

Sucos e água

Beba diariamente pelo menos 300 ml de suco feito com folhas de aipo e batata. É possível também acrescentar os sucos de cenoura e raiz de beterraba para aumentar a força e a energia; o chá de folha de aipo também é útil para aliviar a dor ciática.

Para um tratamento caseiro eficaz, tome suco ou chá de folhas de sabugueiro, que auxiliam no relaxamento muscular e reduzem a dor.

Além disso, você pode tomar banhos alternados de água quente e fria ou aplicar alternadamente compressas quentes e frias para melhorar a circulação sanguínea e aliviar as dores.

Meridiano CHONG MAI . Medicina Tradicional Chinesa (MTC)

Postado em

Meridiano CHONG MAI
Huiyin (REN1); Qichong (E30); Henggu (R11); Dahe (R12); Qixue (R13); Siman (R14); Zhongwan (abdomen R15); Huangshu (R16); Shanggu (R17); Shiguan (R18); Yíndu (R19); Tonggu (abdómen R20); Youmen (R21).
É um meridiano muito importante por sua função; ele controla a energia das vísceras, especialmente a dos órgãos da pélvis.

Os sintomas principais são: mal-estar; eólica abdominal; problemas ginecológicos.