fígado

Insónia – Distúrbio do Sono 

Postado em

Será que sofre de Insónia?

INSONIAAAFG

Considera-se que uma pessoa sofre de insónia quando regular e continuadamente ocorre uma, basta uma, das situações:
Demasiado tempo para adormecer
Dificuldade em dormir a noite toda
Sonhos e pesadelos nocturnos
Necessidade de levantar a meio da noite
Afectando cerca de 20% da população nos países ocidentais a incidência da insónia é mais expressiva em ambientes urbanos em pessoas do sexo feminino e em idosos.

Não sendo uma doença em si, a insónia é antes uma condição que resulta de factores múltiplos, pelo que a cura deve incidir na eliminação das causas.

Problemas associados à insónia

Stress, ansiedade e depressão
Adolescência ou envelhecimento
Cafeína, nicotina e álcool
Alguns medicamentos
Dores, problemas respiratórios e digestivos.
Hábitos de sono irregulares
Insónia e Medicina Chinesa
Para além do repouso físico e psíquico que o sono proporciona, enquanto dormimos ocorrem processos metabólicos essenciais que contribuem para o crescimento harmonioso do organismo (crianças e adolescentes), para o equilíbrio energético necessário a uma vida saudável e para o desenvolvimento da intuição e criatividade da mente.

A mais antiga literatura de Medicina Chinesa, o Tratado de Medicina Interna do Imperador  Amarelo, 3.000 anos A.C refere já influência de cada tipo de desarmonia, excesso de yin ou de yang, na qualidade do sono e na forma como se manifesta a insónia.

Segundo a Medicina Chinesa, os casos de insónia estão associados a distúrbios energéticos no coração e no fígado.

16716407_5UTnz

A energia yin do fígado está ligada às emoções e à nossa atitude perante o mundo, pelo que o stress ou perturbações emocionais afectam a qualidade do sono e provocam insónia.

A energia yang do coração, ligada à razão, quando em excesso entra em conflito com o fígado, perturbando o equilíbrio necessário ao sono.

Cansaço, preocupações e stress podem prejudicar o baço e o pâncreas causando deficiência do sangue e consequente insónia.

Alimentação irregular ou excessiva debilita o baço e provoca humidade e calor no estômago que sobe, perturbando a mente.

Tratamento da Insónia com a Medicina Chinesa

Antes de iniciar o tratamento da insónia o Especialista em Medicina Chinesa efectua um rigoroso diagnóstico energético utilizando técnicas específicas que passam pela interpretação de sintomas, de aparências e de sinais subtis do corpo.

Os métodos mais utilizados pelo Especialista em Medicina Chinesa no tratamento da insónia são a acupunctura, fitoterapia e a dietética.

INSONIA_11476_15982

No tratamento da insónia, o número de sessões é variável, dependendo da gravidade dos sintomas e da resposta do organismo ao programa terapêutico.

Existem inúmeros casos clínicos de sucesso no tratamento da insónia com importantes benefícios para a qualidade de vida dos pacientes.

Vantagens da Medicina Chinesa no tratamento da insónia:

Sem químicos
Sem efeitos secundários
Sem ansiedade, sem stress
Efeitos permanentes
Liberte-se da Insónia sem químicos, sem efeitos secundários.

7 SINAIS DE QUE PRECISA DE ACUPUNCTURA NA PRIMAVERA

Postado em

Acupunctura para se sentir bem na Primavera!

acupunctura-primavera Na Primavera existem algumas pessoas que não se sentem entusiasmadas nesta época do ano.

A gripe está — bata na madeira — sempre atrás de nós. Esta é a altura em que as alergias explodem. Mas por que razão alguns de nós se sente em baixo nos primeiros dias da primavera?

Pode agradecer ao seu fígado!

Na teoria da acupunctura, os seres humanos são vistos como microcosmos do mundo natural que os rodeia. As estações — especialmente os períodos de transição, quando passamos de uma estação para a outra — têm grande influência na forma como nos sentimos.

Cada estação está associada a um sistema e órgão do corpo. No caso da Primavera é o fígado. Isto significa que o fígado, assume as rédeas sazonais e por isso pode tornar se  especialmente vulnerável.

Quando o fígado está vulnerável, as funções do corpo pelas quais este orgão é responsável têm tendência a ficar fora de sintonia.

Eventualmente, a Primavera pode se tornar propícia a que o fígado e as funções que lhe estão associadas se desenvolvam. No entanto, durante este período de transição, quando o fígado ainda está em adaptação, certos sintomas comuns aparecem. A acupunctura melhora estes sintomas e restaura o equilíbrio do sistema ligado ao fígado.

Como saber se precisa de acupunctura?

Aqui estão sete sinais que demonstram que o seu fígado precisa da ajuda da acupunctura:

Sente-se demasiado tenso

Na acupunctura, o fígado é o sistema responsável pelo suave fluxo por todo o corpo. Quando o fígado não funciona de forma ideal, o stress emocional, a postura rígida, a respiração superficial e o chamado “ranger dos dentes” são sintomas que podem aparecer ou agravar-se.

Enxaquecas ou outro tipo de dores

Quando as coisas no nosso corpo não fluem naturalmente, começamos a experimentar o que os acupunctores chamam de sintomas de estagnação. Estes incluem a dor e especificamente a dor em que se sente pressão, aperto ou restrição. As cefaleias e cólicas menstruais pioram bastante nesta época do ano.

Músculos rigidos

O fígado e o seu sistema associado, vesícula biliar, nutrem o corpo do tecido conjuntivo, tendões e ligamentos. Você pode experienciar o aumento da rigidez ou tensão nos seus músculos e articulações durante a primavera.

Sente-se frustrado e irritado

Está a sentir-se mais irritado que o costume? Os sintomas emocionais associados aos desequilíbrios do fígado imitam a estagnação física que acontece. Há uma paralisia emocional que pode chegar na Primavera.

A sua energia está mais fraca que o habitual

Na acupunctura, todos os sistemas e órgãos têm uma emoção associada. A emoção do fígado é a raiva. Uma boa dose de raiva ajuda a completar um perfil emocional equilibrado. No entanto, quando o fígado não é mantido em equilíbrio, há uma tendência excessiva para a raiva. Juntamente com o facto de se sentir mais irritável nesta altura do ano, poderá ter mais dificuldades do que o habitual em controlar a sua raiva.

Digestões irregulares

Uma digestão saudável é fortemente dependente do movimento suave e consistente ao longo de todo o corpo. Quando o fígado não consegue manter o fluxo, distúrbios digestivos podem facilmente ocorrer. Existe também uma ligação cérebro-intestino. Quando o stress emocional é maior do que o habitual, a função digestiva naturalmente entra em declínio.

Os seus olhos estão a incomodá-lo

Assim como todos os sistemas e órgãos têm uma emoção associada, também têm um sentido associado. A visão pertence ao sistema do fígado, pelo que, normalmente, as questões relacionadas com a saúde ocular são normalmente atribuídas a um desequilíbrio do fígado. Isto pode incluir má visão , dor,  fadiga, e olhos secos.

O ponto da acupunctura na Primavera

3 fígado primavera
Ponto de Acupunctura 3F
Localizado no pé, entre o primeiro e segundo dedo (ver imagem), 3F é o ponto de origem do canal do fígado.

Os pontos de origem comportam-se como uma  espécie de estações centrais das linhas de metro. São centros onde as energias internas e externas se transformam. São pontos simples, de alta concentração que concedem acesso a todo o sistema.

A qualquer altura do ano, o ponto 3F é um ponto chave para a estagnação no nosso corpo. Graças à relação primavera-fígado, este ponto é duplamente útil para tratar sintomas de estagnação típicos desta altura do ano.

A aplicação de acupressão no ponto 3F ajudará ao fluxo no nosso corpo como nenhum outro ponto consegue. Se pressionar firmemente este ponto perceberá que este é sensível na maioria das pessoas.

Depois de encontrar o ponto, aplique uma pressão firme. Irá sentir-se um pouco dolorido nessa área. Sempre que tiver os seus pés descalço sinta se livre para aplicar esta técnica a qualquer altura. O 3F pode ser pressionado em um ou ambos os lados.

Para um aconselhamento adequado ao seu caso, fale com os nossos especialistas de Medicina Chinesa. Estamos certos que a acupunctura o ajudará a sentir-se melhor, em qualquer altura do ano!

Adaptado de 7 Signs That You Need Acupuncture This Spring de Sara Calabro.

Meridiano do Fígado – Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

Postado em

Meridiano FIGADO

1. Dadun (F1): ponto Jin pertence ao elemento Madeira

Localização: 0,1 tsun acima do ângulo lateral do leito ungueal do dedão do pé.

Aplicação: agulhar para sangrar duas gotas, ou obliquamente, 0,1-0,2 polegada; moxa no lado dorsal próximo da articulação interfalangeal.

Indicações: hemorragia pós-parto; menorragia funcional; amenorréia; ptose do útero; dor no pênis; hipertrofia da próstata; uretrite; enurese; hérnia.

2. Xingjian (F2): ponto Ying pertence ao elemento Fogo; ponto de Filho

Localização: entre o primeiro e o segundo dedos do pé, na frente das articulações metatarso-falangeais.

Aplicação: agulhar, obliquamente, 0,3-0,5 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: menorragia; menstruação irregular; dor nos órgãos genitais externos; uretrites; enurese; hipertrofia da próstata; dor nas costas; hipertensão; conjuntivite; insônia; epilepsia; dor ciática.

3. Taichong (F3): ponto Shu pertence ao elemento Terra

Localização: entre o primeiro e o segundo metatarsos, atrás das articulações metatarso-falangeais.

Aplicação: agulhar 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: dor de cabeça; tontura; dor na genitália externa; hipertrofia da próstata; hérnia; dor e distensão nas costas; distúrbio nos olhos; menorragia; mastite.

4. Zhongfeng (F4): ponto Jing pertence ao elemento Metal

Localização: 1 tsun à frente do maléolo, na borda medial do tendão do músculo tibial anterior acima da tuberosidade navicular.

Aplicação: agulhar 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: dor no pênis; uretrite; prostatite; hérnia; lombalgia; hepatite; dor no tornozelo.

5. Ligou (F5): ponto Lo

Localização: 5 tsun acima do maléolo medial; na borda póstero-medial da tíbia.

Aplicação: agulhar, perpendicularmente, 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: menorragia; leucorréia; menstruação irregular; orquite; disúria; espermatorréia; impotência; dor na perna; lombalgia.

6. Zhongdu (F6): ponto Xi

Localização: 7 tsun acima do maléolo medial, na borda póstero-medial da tíbia.

Aplicação: agulhar, perpendicularmente, 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: menorragia; hemorragia pós-parto; dor abdominal suprapúbica; hérnia; dor no joelho ou na perna.

7. Xiguan (F7)

Localização: no lado póstero-inferior do côndilo medial da tíbia, 1 tsun atrás do Yinlingquan (BP9).

Aplicação: agulhar, perpendicularmente, 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: dor no joelho; periartrite; dor de garganta.

8. Ququan (F8): ponto Ho pertence ao elemento Água; ponto de Mãe

Localização: no fim do lado medial da prega poplítea, na borda ântero-medial dos músculos semimembranoso e semitendinoso.

Aplicação: agulhar, perpendicularmente, 0,5-1 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: infecções no urogenital; ptose do útero; coceira na área genital; dor suprapúbica; dor na região ingüinal; frigidez; periartrite no joelho.

9. Yinbao (F9)

Localização: 4 tsun acima do epicôndilo medial do fêmur, entre os músculos sartorius e vastus medial.

Aplicação: agulhar 0,5-1,5 tsun; moxa, 10-15 minutos.

Indicações: menstruação irregular; enurese noturna; dor no cóccix e no abdômen inferior.

10. Wuli (da coxa) (F10)

Localização: 3 tsun abaixo da região inguinal, na borda ântero-medial do músculo adutor longo.

Aplicação: agulhar 0,5-1,5 tsun; moxa, 10-15 minutos.

Indicações: distúrbio de micção; dermatite no escroto; sonolência.

11. Yinlian (F11)

Localização: 1 tsun abaixo da inguinal; na borda ântero-medial do ponto inicial do músculo adutor longo.

Aplicação: agulhar 0,5-1,5 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: dor na coxa; menstruação irregular; esterilidade.

12. Jimai (F12)

Localização: no lado lateral e inferior do osso púbico, 2,5 tsun lateral e 1 tsun inferior da borda superior da sínfise púbica.

Aplicação: agulhar 0,5-1 tsun.

Indicações: dor genital; dor no pênis; ptose do útero; hérnia; dor na coxa medial.

13. Zhangmen (F13): ponto Mu de baço-pâncreas; ponto Wei das vísceras

Localização: na borda inferior do ponto final da décima primeira costela, no lado do abdômen.

Aplicação: agulhar 0,5-0,8 tsun; moxa, 10 minutos.

Indicações: inchação do baço; distensão abdominal; eólica biliar; dor no lado do abdômen; borborigmo; indigestão; diarréia; magreza.

14. Qimen (F14): ponto Mu de fígado

Localização: na linha mamilar diretamente abaixo do mamilo, no espaço intercostal entre a sexta e a sétima costelas.

Aplicação: agulhar 0,5 tsun; moxa, 15 minutos.

Indicações: pleurite; hepatite; dor no peito; dor na margem hipocondrial; malária.

Os 5 Sistemas Excretores, os 5 Sentidos e os 5 Sabores

Postado em

excretor1

Na Alimentação Desintoxicante, a principal proposta é a prática do “banho interno DIÁRIO”. Um hábito de vida, divertido e sábio, independente do fato de sermos jovens ou não, magros ou não, vegetarianos ou não, cultos e poderosos ou não. Nesta prática há um foco proposital no favorecimento do “alívio” e limpeza dos 5 sistemas excretores de seus venenos e toxinas.

Tais 5 sistemas excretores são: Fígado e Vesícula, Intestinos Delgado e Grosso, Pele, Pulmões e Rins.

E, tais toxinas, que são inerentes ao corpo humano, estão hoje em níveis exacerbados e abundantes devido aos agitados contextos da vida moderna. Lembrar que toxinas sempre estarão presentes no metabolismo humano, seja por: 1) geração espontânea (endógena), 2) ingestão, 3) inalação, 4) injeção ou 5) penetração cutânea (exógenas).

Entretanto, o favorecimento diário da “desintoxicação e alívio” destes 5 sistemas excretores, apesar de uma compreensão imediata e óbvia de seus benefícios, guarda desdobramentos para a plena saúde física, emocional, psicológica e espiritual que ainda não temos a sua total extensão.

Para refletirmos e chegarmos um pouco mais perto da significância desta “limpeza interna diária” que é a Alimentação Desintoxicante, recorro aos conhecimentos da milenar Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

A partir deste conjunto de ensinamentos, pude observar uma ligação mágica entre os 5 Sistemas Excretores, os 5 Sentidos, que são manifestações que comprovam que o Ser está vivo, encarnado; como também com os 5 Sabores, cuja percepção é feita pelas papilas gustativas, localizadas na língua que guarda uma ligação absolutamente estreita com o Coração, a Mente e o Cosmos.

Os papéis que jogam os Órgãos e Vísceras, entre eles os excretores

Segundo a MTC – ver tabela a seguir – são considerados Órgãos: o Coração, o Fígado, os Pulmões, os Rins, o Baço e o Pericárdio.

São consideradas Vísceras: a Vesícula Biliar, o Intestino Delgado, o Intestino Grosso, o Estômago e a Bexiga.

Para a MTC os Órgãos são Yin, não têm contato com o exterior, são maciços e têm como funções fabricar e armazenar as Substâncias Fundamentais, enquanto que as Vísceras são Yang, ocas, têm contato com o exterior e impulsionam as substâncias.

Os principais representantes dos Sistemas Excretores foram grifados, mas segue abaixo uma breve descrição, segundo os ensinamentos da MTC sobre cada um dos órgãos e vísceras do organismo humano.

CORAÇÃO: tem como função fazer circular o Sangue dentro dos Vasos. Manifesta-se na face, abre-se na língua (papilas degustativas), abriga a Mente (a boca é um local de consciência e de extrema importância nas atividades mentais) e guarda o Espírito. Sua emoção é a alegria, controla a sudorese, a coerência da fala, o sono e os sonhos.

FÍGADO: tem como função armazenar o Sangue, manter o livre fluxo de Qi (energia vital) e controlar os tendões. Manifesta-se nas unhas e joelhos. O fígado é responsável pela visão física e metafísica. Sua emoção é a raiva, a ira e também auxilia o controle dos sonhos.

VESÍCULA BILIAR: acoplada ao fígado, é oca e tem a forma de uma cápsula. Armazena e excreta a bile. Controla a coragem e a força de vontade.

BAÇO: tem como função produzir a transformação e transporte dos alimentos para serem absorvidos, por isso exerce papel importante na formação do Sangue e de Qi (energia vital). Mantém o Sangue dentro dos vasos sanguíneos impedindo os extravasamentos, domina as carnes e os músculos, abre-se na boca e manifesta-se nos ábios, responsável pelo paladar. Sua emoção é a preocupação.

PULMÃO: é responsável por dominar o Qi (energia vital) e controlar a respiração. Distribui Qi e Líquidos Orgânicos para todo o corpo, abre-se no nariz, manifesta-se na pele, controla a força da voz, responsável pelo olfato. Sua emoção é a tristeza.

RIM: é responsável por armazenar a nossa Essência e controlar o crescimento, desenvolvimento e a reprodução. Domina o metabolismo da água, recebe Qi do Pulmão, domina os ossos, os dentes, produz a medula e manifesta-se nos cabelos, sua abertura para o exterior é a orelha, responsável pela audição e domina os orifícios inferiores. Sua emoção é o medo.

INTESTINO DELGADO: as suas principais funções são receber, transformar e absorver os alimentos e separar o puro do impuro. Um verdadeiro cérebro, tem a inteligência de separar o que será nutrição e enviar para o Sangue, o que será excreto e liberar para o Intestino Grosso.

INTESTINO GROSSO: as suas principais funções são eliminar as fezes e absorver a água excessiva originária da formação das fezes.

Os 5 Sentidos e os 5 Sabores

A Mente (Shen) além de ser responsável pelas atividades mentais é também responsável pelos órgãos e vísceras do sentido. O sistema Coração (Xin) – Mente (Shen) com sua função de impulsionar o Sangue para nutrir todas as estruturas e de ser a “morada” da Mente (Shen), atuam em conjunto sobre cada órgão/víscera segundo cada especificidade.

Assim o sistema Fígado é responsável pelo sentido da visão (olhos) que necessita de Sangue limpo e saudável para ser nutrido e da Mente para reconhecer os estímulos visuais.

O sentido da audição (ouvidos) pertence ao sistema Rim que também necessita de Sangue limpo e saudável para sua nutrição e da Mente para o reconhecimento auditivo.

O sentido do olfato (nariz) pertence ao sistema Pulmão que desintoxica pela expiração (gás carbônico e outros gases, além de venenos/excessos dissolvidos nos de vapores d’água da expiração) e renova o Sangue com os “novos ares” de uma respiração plena e saudável, para sua nutrição e da Mente para o reconhecimento olfativo.

O sentido do tato (pele) necessita da cognição e da organização das sensações aos estímulos externos, pode-se dizer que pertence aos sistemas Coração/Intestino Delgado e Pulmão/Intestino Grosso que necessitam de Sangue limpo e saudável, além de alimentos biogênicos e bioativos (mais integrais, crus e frescos) para serem nutridos e da Mente para terem os respectivos estímulos reconhecidos.

O sentido do paladar cuja língua na anatomia da MTC é considerada o “broto do Coração (Xin)”. E um fato que nos sugere muita reflexão e estudo: na língua é onde encontram-se as papilas degustativas dos 5 sabores: adocicado, salgado, ácido, picante e amargo. Ou seja, ter as papilas degustativas, “acordadas” e tonificadas com o estímulo de todos os 5 sabores é um conhecimento milenar, muito usado pelas composições alimentares sugeridas pelas medicinas mais antigas da humanidade que são a MTC e a Auyrvédica.

Uma breve reflexão

Ter os 5 sistemas excretores sempre “aliviados” e acordados, tem o poder de nos levar ao uso dos 5 sentidos com mais precisão, nos colocando numa condição mais meditativa ou de “estado de alerta”. Ou seja, o uso pleno dos 5 sentidos nos coloca numa condição de Seres mais vivos e despertos.

E, fazer uso adequado e equilibrado dos 5 sabores em nossa alimentação diária, também pode nos ajudar em todo este processo.

Aliás, um organismo desintoxicado percebe melhor os 5 sabores e deseja fazer uso diário de todos eles com moderação, pois os estímulos às papilas degustativas não depende de quantidade, mas de qualidade. E lembrando: nas papilas degustativas encontra-se o “o broto do Coração”.

Uma curiosidade: a Terapia Floral, que usa a parte mais essencial de uma planta, as flores, para tratar a alma humana, usa a língua como local de administração.

tabela555-p

Pode-se observar a amplitude de toda esta integração refletindo sobre a tabela abaixo:

Nota: o sabor adstringente está inserido em todos os sabores, não só para favorecer
a percepção de cada um deles, mas também para permitir a integração de todos.
Texto extraído do livro Alimentação Desintoxicante – Conceição Trucom – editora Alaúde.